blog

  • José Edmar Gomes

Dani Machado

Cantora interpreta pérolas dos anos 70

Ela pode ser considerada uma estrela internacional, pois começou a cantar no exterior. Mais precisamente nos Estados Unidos. Desde então, passou a brilhar nos palcos, como aquelas divas, que interpretam eternas canções que embalam corações e mentes, há décadas.


Dani Machado adora o palco e o palco a adora. O casamento é perfeito. Sua elegância e bom gosto com o figurino e o repertório complementam o design pessoal. Foi assim que ela encantou americanos e brasileiros, que frequentavam uma casa brasileira de Pompano Beach -FL, ao pedir ao cantor Juarez Tomás, que lhe cantasse Você passa e eu acho graça (Ataulfo Alves/Carlos Imperial).

O cantor não sabia cantar o samba, gravado por Clara Nunes em 1968, mas convidou Dani Machado ao palco para cantá-lo com sua banda. Esta foi a primeira vez que ela assumiu um microfone e agradou tanto que foi aplaudida com entusiasmo.


O proprietário do estabelecimento, que tinha bons olhos e bons ouvidos, imediatamente contratou Dani Machado, que teve que preparar um repertório às pressas para se integrar ao cast de artistas da casa.

Embora sua carreira profissional tenha começado por acaso, Dani já mantinha forte relação com a música, desde a infância, dentro de casa ou através de amigos músicos. Depois de residir nos EUA, por alguns anos, ela retornou a Brasília e, em Sobradinho, reencontrou seus amigos e um ambiente favorável para prosseguir cantando.


Assim, ela se tornou a atração principal da noite de casas importantes, como Feitiço Mineiro, Oliver, Beer do Pontão e outras mais, até que a pandemia parasse tudo. Mas, assim que a coisa se flexibilizou, ela voltou, e agora, está, todos os sábados, no Manzuá.


Dani Machado participa do ARTE NA PRAÇA, desde o seu início e, no show, gravado dia 1º de junho, nos belos jardins de sua casa, no Grande Colorado, para a fase digital do projeto, ela preparou um repertório especial, a partir de sua memória afetiva e da cumplicidade musical com seus amigos e fãs.


O show privilegia canções dos anos 70 e Dani, acompanhada pela excelente guitarra de Simão Santos, da bateria de Washington Cerqueira e do contrabaixo de Zambinha, brilha em sucessos como Stand by me (Ben E. King – 1961), mais conhecida pela regravação de John Lennon, em 1975.


Aliás, esta canção é a quarta mais regravada no Século XX e a gravação original, do norte-carolinense Ben, está imortalizada no Registro de Gravações Nacionais da Biblioteca do Congresso americano, devido ao seu caráter “cultural, histórico e esteticamente significativo”.


Além deste tesouro do soul, Dani também ataca de Ain’t no Sunshine, outra pérola do soul, composta e gravada pelo virginianoBill Withers, em 1971, e por Michael Jackson, em seu primeiro disco solo, de 1972.

No show de Dani, há também baladas mais prosaicas como Guitar men e Everything i own (Bread -1972), e standards, como No woman, no cry (Marley/Vicent Ford) e Is this love (Marley/The Wailers), que fazem a linha de frente do reggae, de 1974 até hoje, no mundo.


“Meu repertório é composto de músicas que povoaram minha infância. Eu resolvi seguir meu coração e cantar canções que fazem parte da minha vida e, certamente, da vida de outras pessoas. É algo tão verdadeiro que o público tem aceitado muito bem”, explica a cantora, que também é especialista em MPB.

Apesar de cantar, há alguns anos, Dani Machado afirma que é muito mais compositora do que cantora. Suas gavetas guardam muitas músicas, trabalhadas com importantes artistas de Brasília, que ela pretende mostrar ao mercado, ainda este ano, através de projetos que estão guardados a sete chaves.


“Só posso dizer que a proposta é trazer música boa de volta, com roupagem atual, mas sem perder a qualidade”, garante.

Dani revela, também, que tem muita gratidão pelas pessoas que coordenam o ARTE NA PRAÇA, que ela considera um “projeto maravilhoso, que dá oportunidade aos músicos, principalmente, neste momento difícil”.


“O ARTE é um projeto que cabe em todas as praças do DF e não deveria ficar só em Sobradinho”, sugere a artista.


O show de Dani Machado já foi ao ar pelo canal https://youtube.com/c/Artise, na primeira semana de junho, mas pode ser acessado, a qualquer momento, no canal da Artise.


Vale a pena: você vai ouvir música boa e ver belas imagens.

DESTAQUES