blog

  • José Edmar Gomes

BETO GONZALES

Cantor está no Sarau da Aurora e no Pampa & Cerrado

Beto Gonzales interpreta Prece ao minuano, no programa Pampa & Cerrado


O cantor, compositor e multi-instrumentista gaúcho/brasiliense, Beto Gonzales, teve relevante participação na edição especial do programa Pampa & Cerrado, que foi ar no domingo, 21 de março, pela Rede TV, Canal 6 de Brasília, em homenagem ao também cantor e compositor gaúcho, Telmo de Lima Freitas, que morreu em Cachoeirinha, aos 88 anos.


Telmo era um respeitado poeta nativista e teve relevante militância na cultura do Rio Grande. É autor da emblemática canção Esquilador, que relata a vida dos tosquiadores de ovinos, que deixaram a fronteira para viver na cidade grande. A música venceu o 9º Festival Califórnia da Canção Nativa de Uruguaiana, defendida pelo grupo Cantores dos Sete Povos, fundado por ele, que participou 11 vezes do festival.


O nativista também se destaca pelos álbuns Alma de Galpão e A Mesma Fuça, troféu Açoriano de melhor compositor e melhor CD regional; e pelo livro de poesias crioulas De Volta ao Pago, de 2006.

Beto Gonzales, o grupo Imigrantes e o apresentador Raul Canal


Beto Gonzales, ao lado do grupo Imigrantes e em apresentação solo, interpretou canções do poeta ausente, comovendo todos no estúdio e, certamente, os telespectadores, com os versos da belíssima Prece ao minuano (Vento minuano/Eu te peço que prossigas/Nesta cantiga/De fraterna comunhão), sendo cumprimentado pelo apresentador Raul Canal e pelos demais músicos.


O cantor e instrumentista, também já brindou seus seguidores e fãs de todo o Brasil com vídeos no YouTube, onde interpreta pérolas da MPB.


Sarau da Aurora - Mas, Beto Gonzales não pontua no mundo artístico, apenas em eventos que lembram sua região natal. Neste particular, ele acaba de dar uma guinada de 180 graus ao firmar parceria inédita com artistas de mais duas regiões, para homenagear o poeta modernista pernambucano, Manuel Bandeira e a cidade do Recife.


Ele é um dos intérpretes da música Sarau da Aurora, parceria com o poeta recifense Laurentino Rocha, o também gaúcho Matheus Alves e a cantora sul mato-grossense, Monycah Ramos, que resgata, em um belíssimo vídeo, produzido pela Kanarô Filmes-DF, o imaginário; a infância de Bandeira, na Veneza Brasileira; assim como as evocações de seus poemas.

O homenageado, poeta nativista Telmo de Lima Freitas e o apresentador do programa Pampa & Cerrado, Raul Canal


Além de reverenciar a obra de Bandeira, o vídeo nos leva a um atraente passeio pelo Rio Capibaribe; pela lendária Rua da Aurora, onde a boemia floresceu, no centro da cidade, no Século XIX; e evoca as inesquecíveis noites de sarau, que ganham vida nas vozes de Monycah e Gonzales e no violão de Alves.


O vídeo, dirigido, por Bruno Miranda, lançado no Natal passado, além das locações no Recife, traz imagens dos artistas no Parque das Garças, em Brasília e na Ponta da Barra de Tramandaí-RS.


Beto Gonzales é o autor da melodia de Sarau da Aurora. Ele nasceu em Roque Gonzales-RS e mora em Brasília, desde os 18 anos e já gravou oito CDs em seus 40 manos de carreira. Para ele, Sarau é energética, sutil, universal, presta relevante homenagem a Bandeira e, ainda, tem o mérito de juntar artistas de várias regiões para também homenagear um importante berço da cultura brasíleira – o Recife, que o francês Albert Camus, preferia chamar de Florença dos Trópicos.


O autor da composição, Laurentino Rocha, é poeta, pesquisador musical e tem obras publicadas no Brasil e em Portugal. É idealizador do projeto, juntamente com Gonzales.


Monycah Ramos é de Campo Grande-MS, compositora e cantora, tem 30 anos de carreira e três álbuns gravados, já representou o Brasil em diversos países e é parceira de importantes artistas brasileiros e internacionais.


Matheus Alves, natural de São Gabriel, reside em Porto Alegre. Ele tem um álbum gravado, ao lado de grandes nomes da música instrumental gaúcha e é louvado pelo seu estilo peculiar de tocar. Em Sarau da Aurora, ele cria harmonia semelhante ao fado e o som do seu violão é tão refinado, que se assemelha ao do bandolim.

O vídeo está disponível em https://www.youtube.com/watch?v=ghSzpBKDFjI e logo abaixo:


DESTAQUES