top of page

blog

  • Foto do escritorJose Edmar Gomes

ARTE NA PRAÇA V

Vanessa Porto canta sertanejo e outros gêneros neste sábado

Depois da performance surpreendente do Grupo Cultural Azulim, no sábado passado, que mostrou a força da cultura negra da periferia do DF, universalizada no canto e na dança, o sertanejo volta à Praça das Artes, na noite deste 15 de abril de 2023, através do canto forte e sensível da brasiliense Vanessa Porto.


Cantora elegante e de voz poderosa, Vanessa já se apresentou por três vezes no ARTE NA PRAÇA. A última foi, em 4 de abril de 2021, na edição digital do Projeto, durante a pandemia, quando interpretou clássicos como Romaria(Renato Teixeira) e Tocando em frente (Satler/Teixeira).


Mas também sucessos mais recentes, como Pássaro de fogo (Paula Fernandes); Meu Disfarce (Carlos Cola);Vida vazia (Otávio Lacerda, Rolando Candiano) e Facas, gravada por Diego & Victor Hugo, em 2020.


Neste 15 de abril, os moradores de Sobradinho, Sobradinho II, Grande Colorado, Fercal e Planaltina voltarão a se confraternizar na Praça, onde um grande público tem comparecido, nos últimos dois meses, para participar de atividades culturais/lúdicas e prestigiar os artistas locais.


A festa começa com o aulão de dança da professora Karol Thayná, vencedora do concurso Mercado Persa 2018, em São Paulo, e diretora do Espaça Cultural KT. Além de ministrar sua aula ao público, com muita mestria, Karol apresenta profissionais da dança, que dão um espetáculo à parte.


A partir das 17h, as barracas da Praça de Alimentação já estão servindo água, refrigerantes, churros, sanduíches, caldos, churrasquinho, peixe, comidas diversas e chopp artesanal, a preços convidativos. Outra opção é visitar a Feira de Artesanato, com produtos manuais e utensílios domésticos.


Às 18h, o DJ Hool Ramos aciona as pickups do seu Clube do Vinil, numa interessante oficina que transmite conhecimentos de estilos musicais; operação de equipamentos; técnicas de mixagem (básica e avançada); e orientações para se iniciar no mercado de trabalho de DJ. Todas as oficinas são gratuitas. A partir das 19h30, começam as atrações musicais.


VANESSA PORTO

Vanessa Porto é uma cantora legitimamente brasiliense e, apesar de ter nascido no DF, ela tem profunda ligação com o Mato Grosso do Sul, onde nasceu seu pai, João Porto, que é um aficionado da música sertaneja de raiz.


A cantora diz ter gratas recordações da Fazenda Bonsucesso, em Dourados-MS, para onde seu João levava a família para passar férias.


Nas noites estreladas daquele grande sertão, o rádio ainda era a grande fonte de entretenimento e tocava; desde Tonico & Tinoco, João Mineiro & Marciano, Trio Parada Dura, Milionário & Zé Rico; até Almir Satler, de quem ela tem especial predileção pela toada Tocando em frente.


Mas, ainda que tenha carinho especial pelo sertanejo-raiz, a formação musical de Vanessa se deu em meio ao caldeirão de ritmos que ferve no DF e, nas suas veredas musicais correm também o rock, o forró, o samba, o pop...


Vanessa canta desde os dez anos, fazendo participações em gravações gospels de músicos da igreja católica. Frequentou a Escola de Música de Brasília, onde aprimorou-se no violão e fez suas primeiras apresentações.

Ela participou de programas de TV, em Belo Horizonte, e formou a dupla Vanessa Porto & Rafael, que tinha repertório eclético, de MPB; rock; sertanejo universitário, romântico e de raiz. Em 2011, porém, a brasiliense decidiu-se pela carreira solo e tocou em frente.


De sua vida profissional, constam apresentações no 52º aniversário de Brasília; no Programa de TV, Meu Reino Encantado, ao lado de Bruno César; apresentou-se por três vezes no programa Ricardo Noronha Show, da TV Brasília; assim como em outros palcos e eventos no DF e no Brasil. O seu primeiro CD, 10 Anos de Estrada, foi gravado em 2015.


A cantora também faz sua parte como compositora e expressa seu lado raiz em Minha história, quando canta: “História cheia de amor e atenção/ Sonhos que se tornam realidade/Como o primeiro canto do sabiá/A voar sob o sol nascente/Que dá vida e força/”. Talvez, relembrando as manhãs que se foram na Fazenda Bonsucesso.


“Sou compositora de músicas que relatam minha história, tristezas e dores de cotovelo, sempre falando de amor”, define-se.


Mas, como cantora, Vanessa é eclética e inclui no repertório MPB, rock e outros ritmos.


“Canto sertanejo não porque o gênero está na moda. Para mim, é uma paixão que vem da infância. Meu pai gosta muito do sertanejo-raiz e eu aprendi com ele a gostar, também. Mas, nos meus shows, não me atenho apenas no gênero”.


A cantora admira Roberto Carlos, Sérgio Reis, Roupa Nova, Paula Fernandes e, especialmente, a saudosa Marília Mendonça, cujas músicas sempre fazem parte do repertório dos seus shows.


Daí dá para se ter uma ideia do que será o show do próximo sábado, 15 de abril de 2023. Se eu fosse você, não perderia!

Commentaires


DESTAQUES

POST RECENTES

ARQUIVO

TAGS

SIGA-NOS

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • YouTube
bottom of page