top of page

blog

  • Foto do escritorJose Edmar Gomes

ARTE NA PRAÇA V

Rigo Nunes faz festa boa na Praça das Artes


Música de qualidade é o que não tem faltado na Praça das Artes Teodoro Freire, que fica na Quadra 8 de Sobradinho. Sábado passado, as cantoras Amélia Pinheiro e Vanessa Porto mostraram sua arte, cada uma no seu estilo, e encantaram a plateia.


Neste sábado, 29 de abril, será a vez do chansonnier Rigo Nunes mostrar a sua voz e fazer “a festa boa”, que ele sempre faz nas noites da cidade.


Nunes sempre mostrou grande versatilidade em suas apresentações, que ocorrem casas noturnas do DF e nos blocos carnavalescos em espaços abertos, que atraem milhares de pessoas. No Pacotão, bloco dos jornalistas de Brasília, ele, além de participar do concurso de marchinhas, é a voz do trio que anima a multidão na contramão da W3.


A festa começa às 17h30, o DJ Hool Ramos aciona as pickups do seu Clube do Vinil, numa interessante oficina que transmite conhecimentos de estilos musicais; operação de equipamentos; técnicas de mixagem (básica e avançada); e orientações para se iniciar no mercado de trabalho de DJ. Todas as oficinas são gratuitas. A partir das 19h30, começam as atrações musicais.


Ás 18h, é a vez da dança ministrada pela professora Karol Thayná, vencedora do concurso Mercado Persa 2018, em São Paulo, e diretora do Espaça Cultural KT. Além de ministrar sua aula ao público, com muita mestria, Karol apresenta profissionais da dança, que dão um espetáculo à parte.


A partir das 17h, as barracas da Praça de Alimentação já servem água, sucos, refrigerantes, churros, sanduíches, caldos, churrasquinho, peixe, comidas diversas e chopp artesanal, a preços convidativos. Outra opção é visitar a Feira de Artesanato, com produtos manuais e utensílios domésticos.


RIGO NUNES

O cantor Rigo Nunes é conhecido por seu vozeirão e pelo repertório requintado, que vai de Vander Lee, passa por Roberto Carlos, chega à velha guarda e a sucessos da era de ouro do rádio.


Mas Rigo também é o criador do bordão: Ôh festa boa! Ôh lugar legal! que ele sempre repete nos seus shows e já está na boca do povo.


É com este espírito cordial e bem humorado, que o cantor vai assumir o palco do 11º evento do Projeto ARTE NA PRAÇA, neste sábado, 29 de abril, ao lado do guitarrista Marcelo Majestade, do baixista Fábio Negrão e do percussionista Zeca Percussa.

O repertório de Nunes é composto por pérolas do cancioneiro nacional e internacional, como Muito romântico e Força Estranha, ambas compostas por Caetano Veloso e imortalizadas por Roberto Carlos; Espumas ao vento e A natureza das Coisas, dois momentos brilhantes da caneta criativa do pernambucano Accioly Neto; Onde Deus possa me ouvir, obra-prima deixada pelo mineiro Vander Lee; Abri a porta (Dominguinhos); Brigas, eterno clássico de Evaldo Gouveia e Jair Amorim e Contigo aprendi, clássico do mexicano Armando Manzanero, que roda o muno, há muitas décadas.


Fã de Emílio Santiago e Gal Costa, o cantor tem berço musical sólido. Seu pai, o saudoso Domingos Madruga, era um seresteiro, que reunia os amigos no seu bar e nas calçadas da Quadra 14 de Sobradinho, em saborosos saraus da velha-guarda, que entravam pela madrugada.


Rigo confessa que não anda muito satisfeito com a qualidade musical que a mídia vem veiculando. Para ele, os músicos do Brasil e de Brasília produzem obras excelentes, que, no entanto, não chegam às pessoas, pois “estranhamente” as rádios optam por tocar música de baixa qualidade.


O cantor, porém, louva a existência de iniciativas como o Projeto ARTE NA PRAÇA, que “permite aos artistas e músicos locais mostrar sua arte à cidade onde moram, sendo decentemente remunerados por isso”.

Komentarai


DESTAQUES

POST RECENTES

ARQUIVO

TAGS

SIGA-NOS

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • YouTube
bottom of page