blog

  • José Edmar Gomes

ALEX JUNIOR foi o primeiro a gravar o sucesso "Locadora de mulher"


Ele, como todo bom piauiense de Parnaíba, envolveu-se com música logo cedo. Começou aos sete e, aos 12 anos, já cantava em bandas da região.


Chegando em Brasília, em 1991, foi contratado pela Plataforma, uma banda de baile. Mas, logo depois, já contava com a sua, fazendo sucesso nas festas.


Muito, jovem, inquieto e cheio de energia, resolveu experimentar o sertanejo que, naquela época, já dominava a mídia. Uniu-se então a Alan, numa dupla que teve pouca duração. Os dois partiram para carreira solo. O Alan sumiu e ele apareceu como Alex Junior, cantando forró e levando alegria por onde passa.


Neste show, que dá sequência aos eventos da segunda parte da Fase III do Projeto ARTE NA PRAÇA, ele interpreta pé de serra, baião, bolero sertanejo, forró universitário, como faz nos shows que apresenta pelo Brasil afora.


“O pé de serra é nosso hino. Ele não pode faltar no meu show. É a música-raiz que eu aprecio muito e interpreto com muito respeito”, declara.


De fato, ele abriu o show com Numa sala de reboco (José Marcolino/Luiz Gonzaga) e Espumas ao vento (José Accioly Neto), mas logo mudou para os sucessos dos Barões da Pisadinha e mais músicas atuais e dançantes, finalizando a apresentação com a saudosa Saudade, sucesso que nacionalizou a dupla Chrystian e Ralf, em 1988.

A história de Alex Junior, no entanto, vai muito além de interpretações de sucessos da mídia. Ele também tem o seu próprio hit, já vendeu e vende muito disco. Com nove CDs e dois DVDs no mercado, o forrozeiro não está aí por brincadeira.