blog

  • AlexPaz

Arte e Cultura: Qual a diferença e qual a ligação?


Cultura afro-brasileira


Mesmo que a gente não perceba realmente a sua presença, a arte e cultura estão sempre presentes no nosso cotidiano. Entretanto, no dia a dia, acabamos confundindo estes conceitos sobre: o que diz respeito à arte e o que diz respeito à cultura. Nesse texto, iremos falar um pouco sobre essas duas coisas importantíssimas para o nosso povo – diferenciando-as, explicando suas características e como esses dois verdadeiros patrimônios de nossa sociedade se relacionam.


Se definirmos estes principios de forma simplificada, podemos dizer que a cultura envolve tudo o que fazemos, pensamos e sentimos. Para ter noção da importância da cultura, para que um grupo de pessoas seja considerado uma Nação, eles precisam compartilhar os mesmos valores culturais.


Isso envolve, por exemplo, o hábito das pessoas em seu cotidiano, a forma como falam, os dialetos e sotaques que desenvolvem em seus idiomas, contos, lendas, seus hábitos alimentares e os pratos que criam, os filmes, as músicas, as obras artísticas – enfim! É o conjunto de valores, pensamentos, objetos artísticos, materiais e imateriais que diferenciam um povo de outro.

Alberto Salgado (Músico e compositor)


De forma mais simplificada, podemos dizer que a arte é a representação da cultura de forma materializada. É o uso de sentimentos, mensagens e dos valores culturais para expressar essa mistura através de livros, poesias, prosas, fotos, pinturas, esculturas, instalações, exposições, filmes, entre outros. A arte costuma ser considerada de forma bastante ampla: dependendo do ponto de vista, quase tudo pode ser arte (embora aí haja muita discussão e controvérsia).


Portanto, tudo o que é arte é cultura, entretanto, nem tudo o que é cultura é arte, graças ao caráter de expressão intrínseco às manifestações artísticas. Essa é a grande diferença, mas, ao mesmo tempo, já é uma de suas principais ligações: arte e cultura são indissociáveis.

Toninho de Souza (Artista plástico)


A arte depende da cultura para se expressar, e não consegue se livrar dela. Isso porque toda manifestação artística foi feita em algum momento (conjuntura histórica), por alguém (artista com predileções pessoais e culturais) e em algum lugar (com as devidas circunstâncias temporais, materiais disponíveis, clima e etc.) – tudo o que está diretamente ligado a como esse povo se enxerga e se pensa.


A cultura é mãe da arte. Por isso, muita gente se confunde e enxerga como cultura apenas as manifestações artísticas – até mesmo o poder público faz isso: as pastas governamentais (Ministério, Secretarias de Estado e Secretarias Municipais) de Cultura costumam se relacionar principalmente com a arte – vide a Lei Rouanet, nem sempre reforçando as demais facetas que a cultura assume.


Seja arte ou cultura, é importante que a sociedade civil se relacione e participe de ações para o fomento de manifestações artísticas e culturais. Apoie grupos artísticos, associações e entidades governamentais, empresas privadas e demais instituições que fomentam a arte.

DESTAQUES